terça-feira, 15 de junho de 2010

Sorte e fé

Sorte e fé se confundem (e nem em vem com xorumelas desacreditadas e sem fé).
Misturam-se com nossos desejos, nossos sonhos. A sorte sempre estará ao nosso lado, se justos forem nossos corações. Almejemos, então, a sorte da vida pela fé.
Como sorte é ventura que venham então nesta nova semana esperanças que um dia pensei estarem perdidas. Esperança pode ser sorte. Como é sorte infinda termos esperanças. Muitos dizem que sorte não existe. Costumo dizer que sorte é acreditar no amanhã.
Então eu tenho sorte, por que acredito no que vem chegando nos braços do futuro.
E eis que acredito estar ali na frente a sorte que almejo, junto dela está a fé que tenho e pouco mais atras delas vem o amor... que fica balançando, que hora vive hora dorme no ponto... mas que jamais em momento algum morreu dentro de mim. Dois em um. Apesar de saber que ultimamente fomos um em um, apenas um, e só. Mas ah...que eu tenha a sorte de manter vivo o amor dos amantes.
A sorte da vida nos ronda a cada segundo. Só que agente nem sempre vê.
Muitas vezes, distraídos, não percebemos seus passos e achamos que não temos sorte na vida. Eu ás vezes me acho perdida entre sorte e fé. E perdida fico sem entender.. até que ao olhar á frente... vi que o tempo se foi e não volta mais e com ele foi embora minha sorte... e com ela minha fé. Mas sempre é tempo de retroceder e arrumar o que fora bagunçado.
Por isso... acredito que fé e sorte andam juntas, no mesmo caminho, na mesma trilha.
Amém...
E a fé e a sorte estejam com a seleção, unidas em cada momento do jogo de hoje.

4 comentários:

Maldito disse...

Como tu apaga meus comentários e julga somente eles a teu bel-prazer, esse é só pra registrar que não comentarei mais aqui. E tenho dito...

Jéeh ! disse...

é mais pro maldito (q sei qm é...) do que pra ti...

eu deixo tu comentar no meu blog taa..shuahsuhaus...

visualizem...
http://jessyesteves.blogspot.com/

bjoo...ti amo BEST'a

Jéeh ! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
... disse...

Eu odeio vocês dois.
Elevo ao quadrado a força do meu ódio.. afinal de contas.. sei que mesmo o tornando mil vezes maior... meu amor pelos dois permanece insuperável.

Ah Freud... hahahaha