terça-feira, 8 de dezembro de 2009

~Vai ou Fica~?? **

Bom... depois de alguns passos e uns ônibus... a Tatá se decidiu e achou a roupa que queria! Iupi! \o/
E eu... bem eu eu fiquei a observar quanta gente passa pela vida da gente. E o quanto essas pessoas podem mudar em nossas vidas sem se dar conta disso. (uau! até eu me perdi agora! HAHAHA)
...
o guri no ônibus que quase chorou pro motorista dar carona pra ele porque o "Teu" trancou (se um dia o meu trancar eu choro!)... (paguei a passagem dele e ele passou por mim no corredor e  falou obrigada!)... quando desci no centro sem esperanças mas consolada com o famoso "fazer o bem sem esperar retorno" (até porque eu queria que meu dia fosse no mínimo cheio de bons retornos); ele veio atras de mim e disse "-Bah moça, nem sei como te agradecer..." "Tudo bem isso acontece... e eu tava com pressa rsrsrsrs." E ele se mandou com um baixo peaado nas costas e seu all star preto (era preto?)... e provavelmente nunca mais vou vê-lo...
Tem também a guria da Contex "Josi teu curriculum é o máximo por mim te contratava agora! Mas espera até eu te ligar amanhã... e caraca! Amei teu sapato!" "Nem precisa me ligar mais! Já me deixou feliz!"rsrsrs
E o tiozinho do shoping... e a guria da creche, e minha vizinha fofoqueira... enfim tem tanta gente que passa segundos pela nossa vida mais muda todo um momento.

Uns mudam pra melhor... outros nem tanto.
De uns fica a saudade de outros a vontade de nunca mais rever.
Eu sempre gosto de surpresas, de gentilezas, de amizades bacanas e de gente diferente.
Particularmente acredito que são essas pessoas "corridas" que fazem da nossa vida uma história a cada dia, ser diferente. A ter uma graça. Ou não ter e mesmo assim, virar história.

Vou ficar por aqui hoje... quero casa, um beijo da manu e claro! Um hiper olhar verde e um abraço apertado do dono dos meus melhores momentos.
Fui...

3 comentários:

Jo�o Batista disse...

Engraçado ver o mesmo fato na perspectiva de outra pessoa.
Eu sou o guri do ônibus!
Na verdade, te agradecer foi a primeira coisa que fiz e não podia deixar de sê-lo. Essa história de "fazer o bem sem esperar retorno" só nos ensinam para aprendermos a nos contentar com migalhas, Josi.
Se quiser, pegue meu msn/email. joaobcsouza@gmail.com
Ficaria feliz em te conhecer =D

... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
... disse...

Ah legal! Você por aqui!
Até mais...